Ultimas Novidades

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Apresentação da primeira exposição do Projeto Africanidades na Escola Municipal “Maria Marques de Assis” – São Domingos-PB



No dia 29 de maio foi realizado na Escola Municipal “Maria Marques de Assis” a primeira apresentação e exposição do projeto Africanidades, tendo como tema a escravidão no Brasil.

A exposição foi fruto do trabalho integrado através da pesquisa, debates e confecções de maquetes e materiais feitos pelos alunos que compõem o primeiro grupo das turmas 8ºA,8ºB e 9ºA com a mediação do professor de História Tarcivan Monteiro.



Inicialmente foi feito a abertura dos trabalhos pelo professor Tarcivan , onde apresentou uma síntese dos objetivos, estrutura e importância do projeto para a valorização da história da cultura afrodescendentes e combate a discriminação racial.

Em seguida, a comissão organizadora iniciou a exposição do tema : Escravidão no Brasil.





Larissa Carvalho (9ºA) iniciou a apresentação com uma oração chamada Pai Nosso dos negros e coordenou a apresentação da turma.


Os temas abordados foram os seguintes:

O tráfico negreiro

                                   Aline ( 8ºA)                                                    Maria Eduarda ( 8ºB )


A origem e os tipos de escravos

                                 Karla ( 8ºA)                                                                Tiago (8ºB )             


Condições e Castigos físicos

                              Sabrina ( 9ºA)                                                          Lucas Neves ( 8ºB )


Conflitos culturais e resistência dos escravos

                            Camila ( 8ºA )                                                               Wallisson ( 8ºB )


As principais leis abolicionistas

                                      Sony ( 9º A )                                                     Erika ( 8ºB )


A escravidão atual no Brasil

                                  Geovana ( 8º A )                                                  Lucas Neves e Erica ( 8º B )


Logo após foi apresentado um vídeo sintetizando todo o trabalho apresentado durante a exposição e a musica Racismo é burrice de autoria de Gabriel, o pensador. Aconteceu também uma exposição de fotos do século XIX onde destaca as marcas e o modo de vida na época da escravidão no Brasil.



A exposição também destacou a campanha coração azul que tem o objetivo de combater o tráfico de pessoas. Na oportunidade os alunos distribuíram adesivos e finalizou com um mural onde os alunos escreveram mensagens contra o racismo e a discriminação racial.


Campanha Coração Azul


Mural para mensagem contra o racismo.


Maquete da Casa Grande e Senzala. (8º ano A)


Quero aqui parabenizar todos os meu alunos pelo desempenho nas apresentações e pela dedicação demonstrada durante o período de preparação da exposição. É extremamente gratificante ver o entusiasmo  e alegria em fazer parte desse projeto.


Exposição para os alunos da escola


Quero agradecer a todos funcionários da escola que contribuíram de forma direta e indireta para  o sucesso na exposição. Está mais do que evidente que o segredo de um grande sucesso é o trabalho de uma grande equipe.



Comissão organizadora:


Karla,Sony,Sabrina,Larissa,Geovana,Camila e Aline( 8ºA e 9ºA)




Erika, Maria Eduarda, Lucas Neves, Tiago e Wallisson 



O projeto Africanidades abordará durante o ano letivo 6 temáticas centrais:

1-Escravidão africana no Brasil (maio)
2-Zumbi e as comunidades quilombolas (junho)
3-Religiões afro-brasileira (julho)
4-Folguedos e danças afrodescendentes (agosto)
5-A história da capoeira (setembro)
6-Culinária afro-brasileira (outubro)

A culminância do Projeto será no dia da consciência negra. (20 de novembro de 2013).

terça-feira, 21 de maio de 2013

Caminhada em combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes é realizada no município de Cajazeirinhas-PB.



O Conselho Tutelar em parceria com a Ação Social do município de Cajazeirinhas realizaram uma caminhada que reforça e fortalece as ações de enfrentamento à problemática da violência sexual de crianças e adolescentes. 




O evento aconteceu na manhã de hoje, segunda-feira (21/05), saindo da Escola Municipal “Janduhy Carneiro” e percorrendo as principais ruas da cidade.

Durante a caminhada, foram distribuídos panfletos informativos sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes.



Esta ação contou ainda com a participação do Peti e de diversos alunos e pessoas de todas as idades que percorram as ruas com faixas, panfletos e cartazes recomendando o combate a exploração sexual de crianças e adolescentes.



O ato do protesto teve o seu inicio há exatamente 40 anos, após o assassinato da menina Araceli Cabrera Sanches Crespo que foi vitima de uma brutalidade em Vitória, Espírito Santo, o crime se tornou um dos mais perversos da história do Brasil, e a data de sua morte tornou-se Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, através de lei sancionada pelo Congresso Nacional em 2000.



sábado, 18 de maio de 2013

São Domingos: Semana Esportiva na Escola "Maria Marques de Assis".




Alunos do Ensino Fundamental II da Escola Municipal “Maria Marques de Assis”, sediada no Centro do Município de São Domingos, participaram durante os dias 13 a 17 de maio do corrente ano da “Semana Esportiva na Escola”.



O evento foi uma competição envolvendo alunos de 5ª a 9ª ano do Ensino Fundamental. Houve disputas na modalidade de futsal e baleada. As competições foram realizadas no Ginásio Escola Municipal “Maria Marques de Assis” sob o comando da professora de Educação Física,  Anair Monteiro,  que em parceria com a Secretaria de Educação municipal realizaram um brilhante trabalho.




Os alunos que se destacaram nas competições e receberam medalhas e troféus ,entregues pela equipe de professores da escola e da diretora, Fabiana Leandro de Sá, que também prestigiou as práticas esportivas.




Entre os objetivos da semana estão o desenvolvimento da cidadania pela prática desportiva, além do estímulo ao espírito de equipe dos alunos. O mais importante desses jogos foi ver a interação entre os alunos que estudam de manhã e de tarde, e também a noção de companheirismo demonstrado por todos, tanto os meninos quanto as meninas.



Final entre os campeões do Futsal no turno Manhã e Tarde

Furacão 6 X 0 Independente



 Furacão:  Equipe campeã do Turno Tarde  





Independente : Equipe campeã do  Turno Manhã 




Veja os gols da partida da Final de Futsal envolvendo os campeões do turno Manha e tarde.



Final entre as campeãs da  Baleada no turno Manhã e Tarde




Equipe Campeã - Baleada.











sexta-feira, 17 de maio de 2013

São Domingos: Caminhada de Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.





Na manhã de hoje (17) a Secretaria Municipal de Ação Social e Cidadania e o Conselho Tutelar do município de São Domingos-PB mobilizou diversos órgãos e movimentos para relembrar o Dia Nacional de Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Escolas públicas, Conselho Tutelar, CRAS, CMDCA, Projoven e diversas outras entidades participaram da caminhada que tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para um crime que ainda afeta milhares de meninos e meninas em todo o país: a violência sexual.



A caminhada teve inicio na Escola Municipal “Maria Marques de Assis” a partir das 8:30  percorreu as ruas da cidade. Autoridades, secretários e representantes do poder público municipal, alunos das escolas municipais acompanharam a caminhada levando faixas, cartazes e adesivos  com mensagens e orientações contra esse tipo de violência e abuso.



Durante todo o percurso foram distribuídos adesivos explicativos e um carro de som que acompanhava a caminhada e sonorizava mensagens de apoio ao fim da exploração sexual, a caminhada é em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e a exploração Sexual contra crianças e adolescentes.



No fim da caminhada foi realizada uma parada na Secretaria de Ação Social do município, momento em que o Secretário de Ação Social, Everaldo da Nóbrega Cavalcante, proferiu um breve relato sobre o Tema da Caminhada e defendeu a mobilização da população no combate a todo tipo de violência para a construção de uma sociedade mais forte e equilibrada. Logo após a Prefeita de São Domingos, Odaisa de Cássia Queiroga da Silva Nóbrega, usou da palavra agradecendo a presença de todos na caminhada e destacou a necessidade de proteger os jovens e adolescentes e a importância de se denunciar os casos de violência, envolvendo os mesmos. Em seguida, o representante do Conselho Tutelar falou da importância da mobilização da sociedade para não se calar diante da exploração sexual envolvendo crianças e adolescentes e assim realizar as denúncias que poderão ser feitas através do Disque 100.




O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração de Crianças e Adolescentes foi instituído pela Lei Federal Nº 9.970/2000. A data, 18 de maio, foi escolhida por ter sido a da morte da garota Araceli Sanches, ocorrida em Vitória, no Espírito Santo, que chocou o Brasil. Em 1973, com oito anos de idade, ela foi drogada, espancada, estuprada e assassinada. Partes do corpo, principalmente o rosto, sofreram desfiguração por ácido.




Denuncie. Para denunciar basta discar o número 100. Não é necessário se identificar. O serviço funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos finais de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de defesa e responsabilização, conforme a competência, num prazo de 24h.

Mais fotos:







Tarcivan Monteiro Formiga


domingo, 12 de maio de 2013

A Princesa Isabel e a Abolição da Escravatura.



Uma das mulheres mais citadas na história do Brasil, Isabel Cristina Leopoldina de Bragança, a princesa Isabel, colocou um ponto final no dia 13 de maio de 1888 em uma das maiores manchas do país -a escravidão. Naquele domingo, princesa Isabel assinou a Lei 3.353, mais conhecida como "Lei Áurea", declarando extinta a escravidão no Brasil, mesmo enfrentando muitas resistências dos fazendeiros e da elite em geral.

"A princesa imperial regente, em nome de sua majestade, o imperador d. Pedro II, faz saber a todos os súditos do império, que a Assembléia Geral decretou e ela sancionou a lei seguinte: Artigo 1º - É declarada extinta desde a data desta lei a escravidão no Brasil; Artigo 2º - Revogam-se as disposições em contrário", dizia o texto que libertou milhões de escravos, que por três séculos serviu de mão-de-obra para o crescimento do país.



Segunda filha de d. Pedro 2º e da imperatriz Teresa Cristina, princesa Isabel foi, por três vezes, regente do império. Em 1864, casou-se com o francês Luís Gastão de Orleans, o conde D'Eu. Antes da Lei Áurea, princesa Isabel sancionou as leis do primeiro recenseamento do império, naturalização de estrangeiros e relações comerciais com países vizinhos.

Em 28 de setembro de 1871, ela também sancionou a Lei do Ventre Livre, o primeiro passo efetivo para o fim da escravidão no Brasil -a lei estabelecia que todos os filhos de escravos estavam livres. A Lei do Ventre Livre foi assinada na época em que d. Pedro II fez a sua primeira viagem para a Europa, deixando, pela primeira vez, a princesa Isabel como regente do império. Em outras duas oportunidades a princesa também assumiu as mesmas funções.

princesa Isabel

Disposta a acabar com a escravidão no Brasil, princesa Isabel pressionou o ministério, que era contrário à abolição. A pressão exercida pela princesa deu resultado e o Gabinete foi dissolvido e seus integrantes foram substituídos por pessoas que defendiam o fim da escravatura. Em abril de 1888, um mês antes da assinatura da Lei Áurea, ela entregou 103 cartas de alforria para alguns escravos, deixando claro que esperava da Câmara federal a aprovação da lei, o que, de fato, aconteceu.



Imagem ( FBN)

Com a morte de seu irmão mais velho, o príncipe d. Afonso, tornou-se herdeira do trono e sucessora do seu pai quando tinha apenas 11 meses. O reconhecimento oficial como sucessora aconteceu no dia 10 de agosto de 1850. No dia 29 de julho de 1860, ao completar 14 anos, princesa Isabel prestou juramento comprometendo-se a manter no Brasil a religião católica e ser obediente às leis e ao imperador.


D. Pedro II e a  Família Imperial no Palácio São Cristóvão - Petrópolis/RJ

Somente depois de 11 anos de casamento -fato raro para a época-, é que princesa Isabel teve o seu primeiro filho, Pedro de Alcântara. Depois, vieram mais dois: Luiz Maria Felipe e Antônio Gusmão Francisco. Com a proclamação da República, em 1889, a família real embarcou para o exílio na Europa. Ao lado de amigos, filhos e netos, e com grande dificuldade para se locomover -precisava do auxílio de uma cadeira de rodas-, princesa Isabel viveu os seus últimos dias em Paris, onde morreu no dia 14 de novembro de 1921. Os seus restos mortais foram transferidos para o Rio de Janeiro, juntamente com os de seu marido, em 1953.

Em tempo, o nome completo da Princesa Isabel era: Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Bragança e Bourbon d'Orléans.

Fonte: UOL Educação

sexta-feira, 10 de maio de 2013

10 de maio de 1994: Mandela assume a presidência da África do Sul





Diante de uma multidão de cinco mil pessoas, que aguardava sob um sol escaldante, Nelson Mandela se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul, retirando do poder a minoria branca que durante quase meio século segregou e humilhou os negros com a política do apartheid.

Num palanque blindado e cercado por seguranças, o novo líder político do mais rico país do continente africano iniciou seu discurso após ser saudado por representantes das Igreja hindu, judaica e muçulmana, e de ter recebido benção do Nobel da Paz Desmond Tutu.

“A África do Sul ficou isolada até tão pouco tempo porque adotou a mais perniciosa das ideologias, o racismo. Hoje eu e o vice-presidente De Klerk estamos unidos para nunca mais deixar isso acontecer. Que haja justiça, trabalho, paz, água e terra para todo mundo. Vamos trabalhar juntos, fazer deste um grande país; Deus abençoe a África”, declarou Mandela.

Nelson Mandela e Fidel Castro

Além da multidão de sul-africanos, que faziam uma grande festa em Pretória, capital do país, para saudar o novo governante, chefes de estado e políticos de todo o mundo estiveram presentes durante o almoço oficial da cerimônia de posse. O presidente cubano Fidel Castro era uma das personalidades que mais chamavam a atenção dos jornalistas, ao lado do líder palestino, Yasser Arafat. “Estava mesmo na hora de mudar”, declarou Fidel em entrevista, dizendo que dava total apoio a Mandela e que o considerava um amigo de Cuba.

Mandela na prisão

Após ficar preso durante 27 anos por sua intensa militância contra o sistema segregacionista da África do Sul, Mandela foi solto como herói nacional (1990) e principal candidato à Presidência da República. No final de abril de 1994, quando finalmente os negros do país se livraram das amarras do preconceito e da opressão, e puderam ir às urnas, o futuro Nobel da Paz foi eleito líder supremo na nação, com maioria esmagadora dos votos. Falando sobre sua época no cárcere, Mandela declarou no dia da posse:

“Só a tolerância nos permitiu chegar até hoje. Por isso eu convido, vamos esquecer, integrar, perdoar. Vamos fazer o que ninguém mais fez no mundo".



Atualmente  Mandela com  94 anos encontra-se com a saúde bastante debilitada  , onde esteve recentemente no  hospital internado com pneumonia.

Fonte: Jornal do Brasil